08 de março 2018

Encontro

Fundação Portuguesa de Cardiologia promove 10ª edição do "Encontro Coração e Família"

A Delegação Norte da Fundação Portuguesa de Cardiologia vai realizar a décima edição do "Encontro Coração e Família", nos dias 8 e 9 de março de 2018, no Auditório Prof. Alexandre Moreira do Hospital de Sto. António do CHP, no Porto, evento que conta com o apoio institucional e patrocínio científico da Administração Regional de Saúde do Norte.

À semelhança das edições anteriores, este Encontro destina-se, essencialmente, a Médicos de Família, Clínicos Gerais, Internos de Medicina e Cardiologia, Alunos e Técnicos de Saúde, tendo como principais temas a abordar:

* "A Prevenção Cardiovascular" nas diferentes vertentes que vão desde as estratégias de prevenção e correção dos fatores de risco, particularmente a Obesidade, a Hipertensão Arterial, a Diabetes e as Dislipidemias

* "Exames Auxiliares de Diagnóstico em Cardiologia"

* "Dispositivos Cardíacos"

* "Doença Cardiovascular"

Haverá ainda um espaço reservado para a apresentação de trabalhos científicos, na área da Cardiologia, cujo prazo para submissão de resumos termina a 28 de fevereiro e em que serão galardoados os 3 melhores trabalhos.

Todas as informações, designadamente o regulamento de participação para comunicações livres, estão disponíveis no site do evento 

 

 #A Fundação Portuguesa de Cardiologia é...

... uma Instituição Particular de Solidariedade Social, de âmbito nacional, criada em 1979, tendo como objetivo geral a promoção da saúde e a prevenção, tratamento e reabilitação das doenças cardiovasculares.As doenças cardiovasculares são a primeira causa de morte em Portugal, como em todo o mundo dito "civilizado". De entre as causas específicas de morte, destacam-se os acidentes vasculares cerebrais, e o enfarte do miocárdio que no seu conjunto ultrapassam os 35% do total. Acresce que muitos dos sobreviventes, acabam por ficar com sequelas, de gravidade variável, mas que podem conduzir a graus de incapacidade muito importantes.

À luz dos conhecimentos científicos atuais, sabe-se que tantos os acidentes vasculares cerebrais, como os enfartes do miocárdio são em grande medida evitáveis. Para isso é necessária a adoção de estilos de vida adequados e o controlo dos fatores de risco, que condicionam o aparecimento das doenças cardiovasculares, sendo os mais importantes o stress, o tabagismo a hipertensão arterial, a diabetes a obesidade a inactividade física e valores elevados dos lipídeos.

É objetivo da Fundação Portuguesa de Cardiologia - lê-se ainda no site deste evento - colocar à disposição de todos os interessados informação e promover a partilha de conhecimento constitui um instrumento fundamental para o sucesso desta luta que travamos pela promoção da saúde cardiovascular em Portugal.