19 de maio 2017

Informação

"Para mim, o Médico de Família é..."

"...O melhor confidente, a pessoa em quem confio os meus problemas, a minha saúde...um amigo"; "...muito atencioso. é espetacular"; "...é muito bom"; "...espetacular, obrigada pelo carinho". Estas são algumas das frases afixadas no hall de entrada da Unidade de Saúde Familiar Águeda+Saúde, cujos impressos foram entregues pela assistente técnica aos utentes que acolheram este desafio precisamente, hoje, no Dia Mundial do Médico de Família que se comemora a 19 de maio. 

A coordenadora desta USF, Lara Sutil, foi a cicerone do presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes, que se deslocou a Águeda para conhecer a realidade desta unidade de cuidados de saúde que integra o Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) Baixo Vouga (com 52 unidades de saúde para quase 400 mil habitantes). O presidente do Conselho Executivo do ACeS Baixo Vouga, Pedro Nelson Castelo Branco de Almeida, esteve também a acompanhar esta visita.
Carlos Cortes esteve particularmente atento aos mais recentes desenvolvimentos da emissão de atestados eletrónicos para cartas de condução. Esta desmaterialização, no âmbito do programa Simplex, está a colocar graves problemas e desafios acrescidos aos médicos de família. Igual preocupação foi transmitida ao presidente da SRCOM na Unidade de Cuidados de Saúde Primários de S. Martinho do Bispo (ACeS Baixo Mondego), pela médica coordenadora Alice Pinto.
"Concordamos com a informatização dos atestados médicos mas está tudo a ser feito nas piores condições e tal vai trazer mais dificuldades aos utentes", afirmou Carlos Cortes aos microfones da Rádio Regional do Centro, logo de manhã. "Vamos pedir ao Ministério da Saúde para resolver este problema, pois é necessário facilitar a vida aos utentes", declarou.

Este dia especial terminou com um sarau comemorativo no Conservatório de Música de Coimbra. Nesta sessão, na qual o Coro da Ordem dos Médicos brindou os espetadores com várias peças musicais logo no início do sarau, a Secção Regional do Centro prestou tributo a dois médicos de família: José Cabeças (a título póstumo) e Isabel Jacob. Coube à banda conimbricense Anaquim finalizar este emotivo sarau organizado no âmbito do Dia Mundial do Médico de Família.