15 de setembro 2017

Informação

"O futuro do Serviço Nacional de Saúde será melhor do que o presente", vaticina António Arnaut

"Estou a trabalhar, há cerca de um ano, numa nova lei para o Serviço Nacional de Saúde, que tem como pedra basilar as carreiras profissionais, porque as carreiras profissionais são a trave mestra do Serviço Nacional de Saúde", disse António Arnaut, em Coimbra, na cerimónia que evocou os 38 anos do Serviço Nacional de Saúde. Rodeado de representantes regionais de ordens profissionais do sector (que, em seguida, celebraram um protocolo de colaboração após a cerimónia simbólica da rega da oliveira, a árvore do SNS), António Arnaut voltou a frisar que o Serviço Nacional de Saúde é para todos os portugueses sem exceção e que é co-responsável a par de um médico e gestor (que não quis identificar) pela futura legislação do SNS, cabendo-lhe a parte filosófico-doutrinal. "Viemos hoje, aqui, testemunhar a nossa esperança no Serviço Nacional de Saúde. Esperança no futuro e no Estado Social".
Confessando ter conversado, logo de manhã, com o atual titular da pasta da Saúde, António Arnaut vaticinou que "o futuro para o SNS será melhor do que o presente. Acreditem que o governo está sensibilizado e já conhece o essencial das minhas sugestões e está de acordo com isso". Acrescentou: "Vamos ter carreiras dignas. Estarei ao vosso lado, naquilo que for justo". "Levo daqui mais um suplemento de vigor e de força pela vossa presença", sublinhou.
De seguida, cumpriu-se o ritual da rega da oliveira.

Trata-se de uma iniciativa da Liga dos Amigos dos Hospitais da Universidade de Coimbra (LAHUC) que, em 2009, contou com a parceria da extinta Liga dos Amigos do Hospital dos Covões. A oliveira está plantada no Parque Verde do Mondego, junto ao Pavilhão Centro de Portugal. A partir de 2014 (comemorações dos 35 anos do SNS), a LAHUC conta com o apoio e a parceria da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos. Recorde-se que o Dia Nacional do Serviço Nacional de Saúde é instituído pelo Despacho (extracto) n.º20365/2009, de 9 de setembro, por proposta de António Arnaut, um dos responsáveis políticos pela abertura dos postos de previdência social a todos os cidadãos.

Este ano, o Dia do Serviço Nacional de Saúde foi assinalado com uma iniciativa inédita: as Ordens profissionais da Saúde da Região Centro estiveram juntas, ao longo do dia, para protagonizar um conjunto de iniciativas, numa sinergia visa potenciar a intervenção na comunidade reforçando o papel das Ordens profissionais na defesa da qualidade da Saúde bem como ao serviço dos utentes e dos doentes.

Os representantes regionais das ordens dos médicos, farmacêuticos, enfermeiros, psicólogos, biólogos - presentes na cerimónia evocativa dos 38 anos do SNS - efetuaram visitas aos serviços hospitalares em Coimbra (Serviço de urgência do polo HUC-CHUC), em Aveiro (Serviço de Cirurgia Geral do Hospital Infante D. Pedro - Centro Hospitalar Baixo Vouga) e às unidades de cuidados de saúde primários do Centro de Saúde Viseu I.