02 de novembro 2017

Informação

Clube Médico Coimbra | "Revisão" mostra 62 quadros da médica cirurgiã Helena Rodrigues

Rhea Roiz, pseudónimo da médica cirurgiã Maria Helena Rodrigues, expõe 62 quadros numa mostra intitulada "Revisão". A exposição foi inaugurada ao fim da tarde de quinta-feira, 2 de novembro, na presença de muitos amigos da artista plástica.

Inês Mesquita, Vogal do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos, foi a anfitriã deste capítulo cultural que preenche todas as paredes do Clube Médico, em Coimbra. "Agradeço profundamente a vossa presença. O Conselho Regional sente um prazer imenso em poder levar a cabo um dos principais pilares da sua missão que é a aproximação de todos os colegas, bem como a aproximação à sociedade no geral. Também recebemos artistas que não são médicos mas é sempre com um amor especial que recebemos uma colega artista" realçou a médica especialista em Anestesiologia.
"Agradeço-vos esta oportunidade pelos momentos da comemoração da vida, do amor à arte e da comemoração da amizade", sublinhou Inês Mesquita nesta sessão inaugural.

"É um prazer, uma honra e um privilégio estar a apresentar a Maria Helena. Claro que é um pouco difícil: apresentar como cirurgiã é relativamente simples; como artista plástica é um pouco mais difícil porque apesar de ser um pintor diletante, de arte percebo muito pouco", começou por dizer o médico cirurgião Rocha Rigueira, ex-diretor de serviço no Serviço de Cirurgia I no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra. "Ousou ser cirurgiã e a ousadia deu resultado". Depois de sintetizar o percurso profissional da médica cirurgiã, recordou que a colega Maria Helena "costuma dizer que quando pinta um quadro pinta uma história". São esses enredos que estão nesta mostra no âmbito da qual se podem apreciar diversas técnicas utilizadas ao longo dos anos por Rhea Roiz (grafite e carvão; aguarela; pastel seco; acrílico; óleo miscível com água; óleo).

Nesta sessão, a médica cirurgiã agradeceu o acolhimento e o espaço da Ordem dos Médicos, ao amigo José Vieira, provedor Santa Casa da Misericórdia de Coimbra, que disponibilizou um espaço para pintar naquela instituição, bem como aos colegas e amigos ali presentes.
"Gosto muito de desenhar. Há o desafio de ter uma ideia para representar numa tela a junção das cores e chegar a um determinado ponto e dizer: é quase aquilo que eu pensei. Quase nunca é, felizmente. Para continuarmos a sonhar...", justificou a artista plástica.

Os sessenta e dois quadros patentes sob o título "Revisão" ficarão patentes, no Clube Médico, até 2 de dezembro de 2017.