28 de setembro 2018

Informação

Leiria acolheu ação de sensibilização sobre "O Papel dos Serviços de Saúde na Prevenção da Violência Doméstica - Da leitura e compreensão à intervenção (em rede)"

 

 

"O Papel dos Serviços de Saúde na Prevenção da Violência Doméstica - Da leitura e compreensão à intervenção (em rede)" foi o tema que juntou, hoje, mais de 120 pessoas, no Auditório do Hospital de Santo André (Leiria), numa ação de sensibilização organizada pela Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Sub-Região de Leiria da Ordem dos Médicos e Grupo Violência. 

A violência doméstica é um fenómeno de especial complexidade que não distingue cultura, sexo, estado civil, orientação sexual, idade, religião, estrato social e, para fazer face a este drama, urge uma abordagem compartimentada de inúmeros profissionais: médicos, enfermeiros, professores, assistentes sociais, polícias, psicólogos, magistrados, advogados, entre tantos outros.
 
Para prevenir e dar resposta ao fenómeno que grassa no silêncio da intimidade, a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos tem em curso ações de formação para prevenção de violência doméstica dirigida a profissionais do setor. Foi, pois, em Leiria que decorreu mais esta sessão.

Na sessão de abertura, foram intervenientes: Carlos Cortes (Presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos), Raul Castro (Presidente da Câmara Municipal de Leiria), Pedro Sigalho (Diretor Executivo do ACeS Pinhal Litoral), Alexandra Borges (Vogal Executiva do Centro Hospitalar de Leiria), Rui Passadouro (Presidente da Sub-Região de Leiria da Ordem dos Médicos).